MINTA & THE BROOK TROUT
Image

Francisca Cortesão veste a pele de Minta há catorze anos. "Slow", lançado no início de 2016, é o terceiro disco da banda e sucede à estreia homónima de 2009 e a "Olympia" (2012) que foi relançado mais tarde em formato cassete pela Hope For The Tape Deck, de Filadélfia, nos EUA.

A história começou em 2006 – quando tudo acontecia no MySpace – enquanto veículo da gravações caseiras das canções de Francisca Cortesão. "You", lançado em 2008 pela extinta Naked e co-produzido por Nuno Rafael, tinha cinco. Uma delas, "A Song To Celebrate Our Love" foi lançada também na compilação Novos Talentos FNAC.

O projecto a solo transformou-se entretanto em banda, no coração da qual estão as canções sucintas de Francisca Cortesão e os arranjos minimais de Mariana Ricardo. Em torno deste duo, em gravações e concertos, tem girado um elenco de músicos variado, tanto como membros de Brook Trout como enquanto convidados especiais.

Minta & The Brook Trout é actualmente um quinteto: Francisca Cortesão (voz e guitarra), Mariana Ricardo (voz, baixo, ukulele e percussão), Bruno Pernadas (guitarra), Margarida Campelo (voz, teclado e percussão) e Tomás Sousa (bateria e voz).

“Slow” é composto por onze canções que não fogem ao caminho trilhado pela banda até aqui. Momentos intimistas de desconstrução de uma assumida herança country, carregados de modernidade e de personalidade, destinados a amplificar o seu sentido à medida que envelhecem.

Em Outubro de 2016, o disco foi lançado nos EUA pela Gaylord's Party Music, de Oakland, em formato cassete, edição que deu origem a uma pequena tournée Californiana pelo duo fundador. Um ano após a saída em Portugal, “Slow” foi reeditado em formato vinil com mais três temas inéditos.

O novo álbum de originais chega ao público em 2020.